Tricô Para Iniciantes

 

Decidi fazer este workshop para que juntas possamos tricotar muito. Notei que muitos ainda tem um certo receio com o tricô, eu entendo, as duas agulha intimida um pouco, mas uma vez que você pega o jeitinho tudo ficará mais fácil, eu prometo! Então separa os materiais, escolha um lugar bem aconchegante, pega uma xícara de café e vem tricotar comigo.

Estou tendo bastante trabalho para prepará-lo mas sei que valerá a pena.

Esse workshop será para iniciantes, vamos aprender muito com ele, irei fazer um grupo apenas para as alunas que comprarem assim poderei dar auxilio e ajuda-las, e também teremos algumas live para tirar dúvidas. Irei disponibilizar duas receitinhas, uma gola e uma blusa onde iremos fazer juntas.

Apenas com o  básico no tricô conseguimos  fazer fazer peças incríveis.

Mass claro que não poderia deixar de fazer um post para iniciantes, espero que gostem e ajudem vocês. Quero ver todas tricotando hein  🙂

O que vejo que acontece com muitas meninas que desistem do tricô é a dificuldade em segurar a agulha, muitas me perguntam como faço pra tricotar rápido? como seguro a agulha? e por aí vai.

Eu acredito que tudo na vida é prática, um dia foi difícil pra mim, mas eu queria aprender então não me importei, fui fazendo até que um dia se tornou algo natural pra mim. Antes de qualquer coisa temos que traçar uma meta, se você quer aprender tricô é preciso ter paciência e praticar.

A rapidez vem com o tempo, eu sei que muitas tem pressa, quer tricotar rápido, e aí vem a pergunta que mais recebo, como faço pra tricotar rápido como você?

Já vi muita gente falando, tricote da forma que você se sente confortável, da forma que é mais fácil pra você, e de fato é isso mas tenho uma ressalva aqui,eu aprendi a tricotar segurando o fio com a mão direita, que é chamado método inglês,  hoje eu tricoto no método continental que é segurando o fio com a mão esquerda, que é a forma que considero mais rápido, não foi fácil, foi bem difícil na verdade, eu só tinha uma certeza que eu queria tricotar mais rápido.

Um dia estava assistindo um vídeo no youtube e vi uma moça tricotando nesse método e achei incrível e na mesmo hora decidi que queria aprender a tricotar daquela forma. Pratiquei dia e noite até que um dia peguei o jeito. O que eu quero passar pra vocês é que não foi a forma que melhor me adaptei foi a forma que EU ESCOLHI tricotar, pratiquei muito até conseguir, as vezes não gostamos de fazer algo de um jeito e está tudo bem, mas se decidimos que queremos basta praticar que conseguimos. E foi assim que comecei a tricotar no método continental, com muita prática e persistência, acreditem, eu fazia isso o dia todo, passava o dia com a agulha na mão, era extremamente lenta, mas de tanto praticar peguei o jeito.

PRATIQUEM!!!

Dicas importantes:

 

  • Seja paciente
  • Não desista
  • Tenha foco
  • Pratique bastante
  • Não odeie o erro, faz parte do aprendizado
  • Se errar  desmanche e comece de novo
  • Não tenha preguiça
  • Refaça quantas vezes forem necessárias
  • Cansou? Faça uma pausa e retorna mais tarde, tricô é pra ser gosto
  • Faça pausas, não fique muitas horas tricotando

 

Errar faz parte do aprendizado, iremos errar sempre, podemos aprender muito com os erros, hoje eu tenho uma relação de amor com meus erros, já fiz peças   sabendo que não iriam dar certo mas continuei porque precisava ver o porque não estava certo, portanto, errem muito rs.

Sobre os materiais:

Agulha de tricô, eu não indico começar com agulhas finas a partir da agulha  6, 7, 8 pra cima acredito que seja um tamanho bom.

Existem no mercado diversos tipo de agulha, plástico, metal, bambu são as mais populares, tem retas e as circulares que são as minhas queridinhas, indico comprar agulhas retas para começar.  Para iniciar indico de bambu, ela tem uma certa aspereza que impede o seu fio de deslizar assim ele não vai escapar. Eu testei a agulha da clover de bambu, eu super indico ela para iniciantes.

Quanto ao tipo de fio:

Um fio liso, de cor clara e que não seja muito fino, podendo ser acrílico que é o tipo de fio que encontramos com facilidade a um preço ok, para quem está começando não vale investir em fios caros.

Agulha da clover de bambu, indico para quem está iniciando no tricô. Eu comprei circular mas podem usar agulhas retas.

 

Meu kit de agulha circular, comprei na amazon

 

 

Pontos Básicos:

 

Tricô    Purl

Meia    Knit

Malha  Stockinette stitch

Musgo  garter stitch

 

Ponto meia e ponto tricô

 

Quando vamos trabalhar o ponto meia o fio sempre ficará para trás do trabalha e o ponto tricô o fio vai pra frente como mostra na foto. A combinação desses pontos forma o Ponto malha, na frente do trabalho iremos fazer meia e no avesso tricô. E o ponto musgo? Nada mais é que meia em todas as carreiras, esse ponto pode ser feito todo em meia ou todo em tricô.

 

 

fio atrás ponto meia.

Fio na frente tricô.

 

O que conseguimos fazer com o básico:

 

Muitas coisas, como golas, cachecol, luvas, e até mesmo um cardigan ou um casaquinho, uma vez que você já consegue segurar a agulha sem dificuldades.

 

 

 

Lição de casa:

Faça algumas dessas amostras com mais ou menos 30 pontos e me mandem fotos para eu ver o progresso de cada uma. Não desistam, um dia foi  difícil pra mim também.

 

Formas de tricotar:

 

Existem diversas formas, como continental, inglês, português, eu tricô no método continental.

 

Método continental: neste método seguramos o fio com a mão esquerda, o que eu acho mais prático e rápido.

 

Método Inglês: Neste método a linha vai na mão direita.

 

Método Português: Neste método o fio passa em volta do pescoço, esse método ainda não testei.

 

 

 

Amostra 1 Ponto Musgo

 

Fazer todas as carreiras em meia.

 

Amostra 2 Ponto Malha

 

Ponto malha é composto pelo ponto  meia na frente e tricô no avesso.

É muito importante reconhecer o ponto meia e o tricô, por isso para a próxima aula irei trazer outros pontos para a gente praticar e aprender a reconhecer os pontos. Façam essas duas amostrinhas, em ponto malha e ponto musgo, e lembrem-se, fio atrás do trabalho ponto meia, fio na frente ponto tricô.

 

Como contar carreiras

 

Como vocês podem ver, cada V é um ponto, assim podemos contar quantos pontos e carreiras temos.

Próximas aulas iremos falar sobre bordas, e outros pontos.

Sobre o meu workshop, ainda não tenho data de lançamento, irei avisar assim que estiver disponível.

 

 

Gostou? Compartilha bastante 🙂 Deixe aqui qual sua dúvida e sua dificuldade com o tricô.

 

 

 

Nos siga e de um like 🙂

Deixe seu comentário! :)